Intervenção cênico-literária para espaços de passagem de público.
O violino faz o chamado poético e a Máquina de Fazer Poemas começa a funcionar.
A gaveta abre e entrega um poema fresquinho com a palavra escolhida.